195 | entalados

aérea
1 min readMar 22, 2023

O silêncio é interrompido não pela verborragia de quem cospe o que é difícil de falar, não pela explicação de motivos e também não pelo diálogo aberto junto com o vinho, não, o silêncio se alivia com a representação física e simbólica da intenção de voltar. A escova de dentes intencionalmente trazida para ficar.

É diferente estar desse lado e ver as palavras tropeçando em si mesmas para sair enquanto assisto, ouvinte do que te atormenta sem me atormentar.

Tem coisas que, por menores que sejam, ficam por dentro corroendo nossas bordas feito cupim, esfarelando nossas estruturas inteiras se não fizermos algo a respeito e logo, por favor. Cospe, vomita, espirra, jorra para fora tudo isso que te aflige, tudo isso que te consome, tudo isso que se acumula no peito e na garganta até que não reste mais nada a dizer que não exatamente aquilo que precisa ser dito.

Fala comigo, tô te ouvindo.

18 de março de 2023

--

--