232 | uma segunda

aérea
1 min readApr 27, 2023

Nada precisa ser falado, a fala que se estende e nos estende por horas a fio. Nada mais se faz de tanto falar e não só com a boca mas com o corpo inteiro, com a sobrancelha, com as bochechas, com o tremular da mão. Nem só com palavras se entende. Nem só com palavras se fala e ainda que muitas palavras sejam ditas, todas elas juntas ainda não são capazes de chegar lá.

Tá nas pequenas coisas, nas milimetricâncias da face, no canto superior direito da voz, no ângulo dos ombros, na medida do silêncio. Tá no que se mexe e no que permanece, na escolha de começo e no estado do final, tá no mínimo do mínimo e no que se engrandece. Tá onde a gente quer ver. Tá no que a gente escolhe olhar. Tá no que tá na gente.

24 de abril de 2023

--

--