42 | estar, só

Nessa bolha o tempo não para, nem passa, ele deixa de existir. Com cheiro de incenso, pimentão, cogumelo e creme novo; com ar de chuvisco em dia de sol que faz nascer arco-íris no céu; com gosto de chá quentinho e água fresca; com você ao meu lado do meu lado da vida vivendo na pele o meu jeitinho de viver. Comemos pouco porque é pouco que se precisa quando é no espaço aberto e no silêncio que se habita.

Sinto tudo de tantas formas diferentes que sinto muito, o último que chega é o olfato, atrasado. Me sinto criança de novo, me sinto criança ainda, me sinto eu, hoje, me sentindo ser criança. Que delícia. Uma outra versão de mim nasce — não — , renasce — não — , ressurge — não — , se mostra, aparece, vêm à tona e respira ar fresco depois de tanto tempo trancafiada em algum lugar por algum motivo lá longe aqui dentro.

Ainda estou completamente encharcada debaixo da chuva que me lava a alma, mas a água ficou, por um tempo, quentinha como chuveiro que não dá vontade de sair. O vento venta como sempre, mas não me leva embora. Às vezes tento o alcançar, mas não consigo e fico sem ar. O fôlego não dá conta e o oxigênio não chega à mente, que finalmente consegue se desligar, mas também não chega à ponta dos dedos que pouco a pouco desfalecem sem força para se mexer, começo a me perder.

O tempo não passa, nem para, ele deixa de existir. Pouco de mim se gasta, pouco de mim precisa se reabastecer. Me recarrego do espaço que deixa existir vazio. Tem quartos que não precisam de mobília, tem vezes que um quarto pode ser, simplesmente, um quarto de estar. Estar como ficávamos na infância em dias de chuva intensa que acaba a luz, estar como ficávamos nas noites sem sono deitadas na cama conversando até sei lá que horas porque as horas não importam quando só não se quer dormir, estar como nas tardes de verão de férias sem nada de bom passando na televisão e ninguém por perto para achar o que fazer, estar como se fica quando não se tenta estar de nenhum jeito porque o verbo estar não precisa de complemento.

16 de outubro de 2022

--

--

pelo visto esse é o meu diário

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store