93 | certas, algumas, várias coisas e nenhuma

Meu coração se divide e nem sempre é fácil. Não. Não sempre, às vezes. No geral é como falaram que iria ser e duvidei. Estavam certos e que bom que ouvi.

Nem sempre sei o que fazer com isso tudo, sabe?

Não era para ser assim e não era para ser de nenhum outro jeito. Só queria fazer algo com o meu sentir e sinto muito. Peço paciência, mais uma vez. Exijo muita paciência, né? Na história acho que sou a tartaruga, mas não é sobre mim. E é. É confuso. E deve ser mais confuso ainda aí de fora, mas peço paciência. Dessa vez não me importo.

Não tem como evitar. Tento dar voltas e por mais que eu goste de voltas tem dias que elas me enchem o saco e não importa quão acrobáticos sejam os giros que eu dê, vocês sabem qual é o chão sob os meus pés. Também nunca quis de outra forma.

Mais uma vez cogitei parar. Ou mudar. Mas não posso, não posso. Envelopar ressentimento e endereçar ao meu futuro. Pois não quero. Quero que ele queime e quero vê-lo queimar.

Ninguém pediu, fique claro que eu sei. Evoquei sentimentos com meus sentimentos que fizeram sentir de tal e tal modo e por fim foi bom, né? Não que tenha chegado ao fim, mas na superfície o que fugia dela. Então fico feliz!?

Sabemos de tudo, mas é diferente ver assim. Eu sei. Pra mim também.

É tudo novo e nem sempre se acompanham muito bem as coisas.

É tão real e já estou enroscada, mas o enrosco já é outro.

Tudo bem também quando for demais, difícil, quando bateu torto. Torço para que não e filtros já tenho aos montes.

Eu, pessoalmente, sinto um monte de coisa que nem sempre dá pra falar sobre.

6 de dezembro de 2022

--

--

pelo visto esse é o meu diário

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store