15 | lua em câncer

Tem dias que a gente fica quebrado, por fora ou por dentro e se der azar os dois ao mesmo tempo. Tem dias que tudo fica difícil, tudo fica áspero e tudo machuca. Tem dias que nada precisa dar errado pra parecer que tem algo errado e se estiver tudo certo a gente se questiona até quando vai ficar tudo certo porque em algum momento tudo isso vai por água abaixo.

Tem dias que a gente sente coisa demais e tudo sem borda definida. Quando não sei o que sinto, mas sei que sinto, fico procurando dentro de mim qualquer contexto onde isso possa fazer sentido. Quando acho algo sei que não é por isso, quando não encontro continuo me revirando até que dentro de mim só reste destroços. Olho ao meu redor e percebo que destruí todo o espaço que deveria me ser casa, agora a única coisa que me resta e sentar no chão e chorar por tudo isso que ainda não sei o que é, mas que quando deixo por mim passar me sacode inteira até que uma hora vai embora.

Tem dias que não tem o que fazer porque tudo o que se faz piora. Quando qualquer movimento é passo em falso o melhor mesmo é ficar parado. Respira fundo. Mais uma vez. Sente sem tentar fazer nada a respeito. Sente sem tentar fazer com que o sentimento acabe, sem tentar jogar pra qualquer lado, sem se julgar por sentir o que quer que seja, sem usar como justificativa pra se dar soco na cara. Sente o que vier e deixa passar. Não segura, não prende, não nega, não julga.

Sente.

E quando for muito difícil sentir, pede ajuda.

19 de setembro de 2022

--

--

pelo visto esse é o meu diário

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store