32 | segue a vida, gente, que saco

Comunicação é um negócio né? Parece tão simples e realmente é quando se para pra pensar, mas como sempre o simples se mostra o caminho mais difícil. Supera, sabe? Se você quer algo ou dá um jeito de conseguir ou larga de mão. Tudo volta para a questão de compatibilidade no final das contas, porque sempre se dá para fazer ajustes, mas será que esses ajustes vão acabar te comendo por dentro?

Acho que quando começa a ficar difícil demais é porque claramente não era por aí. E quando digo difícil aqui quero dizer difícil de lidar, de suportar, quando parece errado; porque a dificuldade por si só faz parte, agora o quanto ela dói na gente já é outra história. A dor também faz parte, acredito, mas ela vem acompanhada de sofrimento aí também já vale a pena parar e avaliar se é por aí mesmo.

Pedras no meio do caminho fazem parte, mas quando as pedras se tornam o destino também e você só queria uma prainha cheia de areia tem alguma coisa aí que não bate nessa conta. Não faz sentido nenhum ficar dando murro em ponta de faca, ficar batendo a cabeça numa parede que claramente não vai se abrir na base da cabeçada e, convenhamos, nem deveria.

A vida é simples, a gente que complica. Cada vez mais essa frase faz sentido e acho que é por aí mesmo. Não tenho mais paciência para ver gente insistindo em não olhar para a dor até que ela se torne parte intrínseca do ser. Chega, gente. Olha para a dor pelo tempo que for preciso para entender de onde ela vem e para o que que ela serve, depois deixa ela se transformar em cicatriz; qualquer coisa além disso é escolher ser infeliz e sinceramente, não aguento ficar do lado de quem só quer reclamar sem fazer absolutamente nada a respeito.

6 de outubro de 2022

--

--

pelo visto esse é o meu diário

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store